Apoio mútuo – sororidade – affidamento

Somos inferiorizadas, atacadas e dominadas como membros de um grupo e não isoladamente. No entanto, boa parte da violência de gênero que sofremos ocorre da porta da nossa casa para dentro, ou seja, no âmbito privado. Isso faz muitas mulheres acreditarem que as agressões que sofrem só acontecem com elas e sentem-se culpadas por isso. Não é à toa. Há todo um mecanismo de invisibilização, negação e ocultamento desse tipo de violência. É preciso que denunciemos bem alto para que todas as mulheres possam: 1) saber que o que o parceiro ou o ex-parceiro está fazendo com elas é violência, e não fantasia da sua cabeça; 2) que o terror que os homens praticam tem a finalidade de controlar as mulheres, mantê-las em obediência e no seu papel tradicional e, 3) para que cada vez mais elas possam fortalecer as redes de apoio e disseminação de conhecimento entre mulheres e, assim, ter chances de conquistar uma vida livre e feliz. Apoie a causa feminista. Compartilhe esse conteúdo.

Desenho de Denise Silva (Instagram @Denisenhando)